Inicio>pt>Notícias>Perspetivas & Reflexões • Diversidades • Por Nézé (Manuel Felgueiras)

Perspetivas & Reflexões • Diversidades • Por Nézé (Manuel Felgueiras)

30-06-2020 14:00



Enquanto designer ao serviço do GAF - Gabinete de Atendimento à Família, podia-me focar na definição sucinta do Dicionário - Design enquanto Disciplina que visa a criação de objectos, ambientes, obras gráficas, etc., ao mesmo tempo funcionais, estéticos e conformes aos imperativos de uma produção industrial*. E a partir daí dissertar acerca de quantas vezes o termo é mal utilizado na comunicação social, na publicidade e consequentemente pela população em geral. Quantas vezes o termo Design é referido para um produto com um desenho bonito, mas que de metodologia projetual, nada tem.

No entanto, gostava de abordar o tema de outra perspetiva…

Comecei por ir ao calendário das celebrações internacionais, como tantas vezes faço no meu trabalho diário, e percebi que no dia 5 de julho (próximo fim de semana) se assinala o Dia Internacional do Biquíni e também o Dia Internacional do Naturismo, que por uma coincidência matemática deste ano calham ambos na mesma data.

Mas então vejamos... O Naturismo surgiu na Alemanha e defende que para atingir o equilíbrio emocional o ser humano deve ter comportamentos físicos e alimentares saudáveis e praticar o nudismo social, sempre que possível!

Quando o biquíni surgiu em 1946 - que consistiu em separar o tradicional maiô em duas partes distintas - foi considerado bastante atrevido e só viria a tornar-se moda nos anos 60 do século passado. Nesta altura já o Naturismo tinha mais de 50 anos e largos milhares de praticantes dessa filosofia por toda a Europa... No meio disto ainda havia quem tentasse padronizar o que seriam as medidas decentes das indumentárias balneares.

E o que é que isto tem a ver com o Design? O Design obedece a uma metodologia projectual, os produtos não podem ser criados por capricho… De uma forma simplificada, em primeiro lugar, temos que ter em conta a relação da forma com a função, mas também os fatores produtivos, as matérias primas utilizadas e a rentabilização das mesmas, os fatores económicos e os fatores sociais. Se todos estes fatores não forem devidamente ponderados o nosso produto - objeto gráfico, digital ou serviço - não será eficaz.

Este entrecruzar de datas, evidencia o quanto os fatores sociais necessitam de ter uma atenção especial nesta e noutras disciplinas. Não ter em conta que a macro sociedade, é composta por várias micros sociedades, grupos plenamente integrados (ou não!) mas com valores específicos diferentes, pode ditar o sucesso, ou o fracasso de um trabalho. A falta desta sensibilidade ou consciência, pode originar a tentação de padronizar tudo e todos, sendo causador de discriminação.

Num período em que o extremar de opiniões se agoniza numa falsa paz, é premente o efetivo RESPEITO MÚTUO.

Perspetivas e Reflexões • Diversidades
Por Nézé (Manuel Felgueiras), Designer do Gabinete de Atendimento à Família (GAF)

* In Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Voltar à página de Notícias