Workshop
Desemprego aos 55 anos. E agora?

No século XXI, a questão da precariedade do emprego e do desemprego constitui uma das maiores preocupações da sociedade atual. O desemprego pode ser compreendido como uma situação de ausência de emprego/trabalho, que acarreta implicações a nível psicológico, social, profissional e económico para o indivíduo.

A história de vida de um indivíduo desempregado é pautada pela vulnerabilidade social, pelo percurso irregular ao nível profissional, pela baixa autoestima e pela ausência de expetativas quanto a um projeto de vida a longo prazo. Assim, o desemprego, apesar de inquietar qualquer pessoa, coloca desafios particulares aos adultos mais velhos para os quais o desemprego parece ter efeitos mais nefastos. Estes indivíduos quando ficam desempregados demoram mais tempo a encontrar um novo emprego, uma vez que a idade é a condicionante individual mais forte que afeta o tempo que demoram a encontrar um novo emprego.

As questões relacionadas com o emprego dos trabalhadores de meia-idade parecem ser, desta forma, problemáticas, não só relativamente à saída do mercado de trabalho como também à reinserção profissional, por esse motivo é necessário procurar soluções e medidas para o abrandamento desta problemática.

Sobre Andreia Lima

Licenciada em Educação Social e Gerontológica pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo, pós graduada em Gestão das Organizações de Economia Social pelo Instituto de Serviço Social do Porto, e atualmente a frequentar o mestrado em Gestão das Organizações no Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Desenvolve no momento a tese de mestrado com tema “Desenvolvimento de um curso técnico facilitador da inclusão social de comunidades desfavorecidas”.

Investe na sua formação profissional em áreas distintas que se encontram de forma inesperada, permitindo que adquira competências tranversais para o seu enriquecimento intelectual e profissional.

Vasta experiência como formadora na área de trabalho social e orientação, nomeadamente ética e deontologia profissional, relacionamento interpessoal e promoção e desenvolvimento do idoso.

Exerceu cargo de direção técnica na resposta social Estrutura Residencial para Idosos durante 5 anos, na qual desempenhou funções de orientação e supervisão de equipa de trabalho, execução e avaliação do processo individual do utente, bem como aplicação do Manual de Avaliação da Qualidade da Segurança Social inerentes a todos os processos da resposta.

Atualmente é elemento da equipa pedagógica da Open Space, Formação e Soluções Empresariais, onde colabora em projetos de formação para ativos e desempregados, particularmente em desempregados de longa duração. Participa ainda na elaboração de candidaturas para públicos estratégicos.

Detentora de uma enorme vontade de marcar vidas com uma vertente social positiva, aposta na diversidade e motivação em desafios constantes.

Sobre Cristina Tavares

Licenciada em Engenharia Têxtil pela Universidade do Minho e pós – graduada em Gestão Industrial pela Universidade Lusíada. Possui formação superior em Segurança, Higiene e Saúde do Trabalho (nível VI) e uma especialização tecnológica em Mecatrónica (nível V).

Trabalhou na área têxtil entre 1990 e 2003. Foi professora do ensino básico e secundário em várias escolas do país. Em Viana do Castelo, trabalhou numa multinacional onde desempenhou funções no Departamento de Manutenção durante 3,5 anos. Está desempregada desde 2009.

Sobre Sandra Alves

Licenciatura pré-Bolonha em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, com pré-especialização em Psicologia e Saúde. Estágio curricular no Serviço de Cuidados Paliativos do IPO - Porto.

Pós Graduação em Cuidados Paliativos pela Escola Superior de Saúde do IPVC. Estágio no Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital Distrital do Fundão

Mestrado académico em Cuidados Paliativos pela Universidade Católica Portuguesa, sob a temática: "Parentalidade e atenção paliativa pediátrica: necessidades e dificuldades emocionais dos pais e dos irmãos da criança doente"

Doutoranda em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, sob a temática: "Resiliência familiar em contextos de doença pediátrica crónica complexa"

Exercício de atividade profissional desde abril de 2005, enquanto Psicóloga - Psicologia comunitária, no Posto de Assistência Social de Alvarães. Atualmente, coordenadora do Projeto CLDS 3G Viana Sul. Prática de clínica privada desde 2005.

Colaboração enquanto preletora e formadora externa com diversas entidades ao longo dos últimos anos, inclusive com a ESS/IPVC.

Participação em congressos nacionais e internacionais com apresentação de comunicação orais e em formato poster.

Informações Úteis

Local

Castelo Santiago da Barra

Horário

9h - 12h30 e 14h - 17h

Inscrições disponiveis

Máximo 30

Preço

15€ *

* 50% desconto para amigosGAF e estudantes mediante comprovativo (Cartão Amigo GAF ou Comprovativo de Inscrição).
Para inscrições de grupos com um minimo de 10 pessoas entre em contacto connosco (www.gaf.pt/contactos) para saber condições.

Inscrições

Incrições encontram-se encerradas.