Inicio>pt>Notícias>Sabia que a consignação IRS?

Sabia que a consignação IRS?

07-02-2020 17:50



Com a chegada de um novo ano, chega também um novo calendário de IRS. Este ano a data de entrega mantém-se igual à do ano de 2019, contudo há algumas novidades, para as quais deve estar atento/a para não perder nenhum direito, nem ter de pagar coimas.

No mês de FEVEREIRO existem dois prazos a reter:

Dia 17: é a data-limite para comunicar o agregado familiar por transmissão eletrónica. Se a sua situação familiar ou pessoal se alterou (nascimento de filhos, casamento, divórcio, morte do cônjuge, mudança de residência permanente, filhos em guarda-conjunta, ou filhos que deixaram de ser considerados dependentes) deve comunicá-las à AT, no Portal das Finanças. Caso não proceda à referida atualização, são consideradas as informações familiares e pessoais apresentadas na última entrega do IRS. Se não houve qualquer alteração na sua situação familiar ou pessoal desde a entrega do último IRS, basta verificar se os seus dados no Portal das Finanças estão corretos.

Dia 25: é a data-limite para que possa verificar todas as faturas de despesas na sua página pessoal do e-fatura. Se tiver filhos, deve, igualmente, verificar as despesas deles.

No mês de Março há mais dois prazos importantes:
Dia 15: Até esta data serão disponibilizados, no Portal das Fianças, os montantes das deduções à coleta. Esta informação vai ficar visível numa nova página pessoal do Portal das Finanças, diferente da do e-fatura. Para além das despesas com fatura, vai conseguir consultar nesta página outros gastos dedutíveis no IRS que efetuou em entidades dispensadas de passar fatura. É esse o caso dos juros do crédito à habitação, das rendas da casa, das taxas moderadoras e das propinas de estabelecimentos de ensino público.

Dia 31:Entre 15 e 31 de março deverá, em caso de discordância relativa às despesas gerais e familiares e aos benefícios pela exigência de fatura apurados pela AT, recorrer a uma reclamação junto desta entidade. Tal como em 2019, é também neste período que, se assim o entender, deve escolher a entidade a quem pretende CONSIGNAR O IRS* ou o IVA (ou ambos). Esta opção tem uma área dedicada, com ligação direta, ao entrar no Portal das Finanças.

Entre ABRIL e JUNHO:
A entrega do IRS de 2020, referente aos rendimentos auferidos em 2019, decorre de 1 de abril a 30 de junho, independentemente da categoria dos rendimentos.

Se entregar o IRS em abril ou maio e tiver direito a receber reembolso, deve ter o dinheiro à sua disposição até ao final de junho.

*CONSIGNAÇÃO: A Consignação de IRS é uma parte do seu imposto que pode entregar (consignar) a uma entidade, na altura do preenchimento da sua declaração de rendimentos. Trata-se de doar uma parte do que o Estado irá receber em termos de impostos, para uma entidade de cariz social. Com este gesto ajuda quem mais necessita, sem ter prejuízo na hora de acertar contas com as Finanças e caso haja lugar a reembolso.

Ao consignar essa pequena parte do seu imposto a favor do GAF, contribui para programas de educação para a saúde, projetos de desenvolvimento e de intervenção com famílias, jovens e crianças em risco, mulheres vítimas de violência doméstica e seus filhos, tornando-se um/a cidadão/ã ativo/a na luta contra a pobreza e exclusão social.

Na sua declaração de IRS, faça a consignação do imposto liquidado a favor do Gabinete de Atendimento à Família, precisando para isso apenas de inserir o nosso Número de Identificação Fiscal (NIF) – 503 748 935 na Declaração de Rendimentos Modelo 3 do IRS.

Não paga mais por isso e ainda está a ajudar quem mais precisa!

Etiquetas: Sabia Que2020

Voltar à página de Notícias